sexta-feira, 13 de junho de 2008

Uma das cartas de amor que nunca enviei...




Ontem foi dia dos namorados.Grande coisa!!!Mas algumas vezes na vida,por causa de grandes cobranças que essas datas nos trazem,eu fico mei frustrado por estar no grupo daqueles que ainda não comemoraram essa data ao lado de um grande amor.O texto abaixo,é um dos motivos pelo qual ainda não consegui isso.Ainda falta coragem de envia-lo.



Pare por um momento...
Olhe ao redor, será que realmente você já esgotou todas as possibilidades?
Afinal, o que procura tanto?Será que vale a pena insistir tanto em algo que há muito, muito tempo, não está te recompensando.
Às vezes o que mais esperamos está tão perto, que a nossa visão ampla, nos impede de ver o que está presente numa simples solução.
Estou sempre aqui, Compartilho suas tristezas, queria muito ser lembrado quando estivesse sorrindo.
Escuto seus dramas pessoais; queria saber quanto você se satisfaz ao resolvê-los.
Às vezes, sinto sua falta, não somente porque prezo a sua amizade, pra falar a verdade sinto que de alguma forma você me completa.
Em alguns momentos, pensei em dizer que te amo porem tenho medo de ser mal interpretado.
Não quero e de maneira nenhuma, quero me arriscar a perdê-la.
De fato, o que eu queria realmente entender, é o porquê de você dar tanto valor a alguém que não te merece.
Queria eu ser valorizado com tanto afeto assim.
Não dá pra entender, como uma pessoa tão insignificante a meu ver, pode ofuscar de tal forma a sua visão.
Não dá pra aceitar a idéia de que ele nada faz e nunca fez, pra merecer todo esse afeto.
E se fosse somente o afeto!!!
Queira entender porque só amamos quem muito nos despreza.
Ah!!!O amor poderia ser como A água ou com uma ou outra necessidade fisiológica. Uma coisa simples que pudéssemos buscar em qualquer lugar,ou pedir em qualquer porta.
É verdadeiramente uma pena que não é assim.
Olhe em sua volta, não sou somente um grande amigo, ou não me vejo tão simples assim. Queria ser mais.Não que não goste de ser visto dessa forma,mas, sinto que no fundo ,minha potencialidade deseja mais de mim e também de você.
Queria que sua pergunta da próxima vez viesse da forma correta, e que aquele simples: "Você gosta de mim?", não viesse carregado de um tom simplista de amizade.
Não quero somente te ajudar a encontrar uma solução para suas buscas afetivas. Quero estar, ou se não for pedir demais,quero ser a parte mais importante dela.
Nunca esperei que de alguma forma aceitasse isso, bem no fundo, espero que se encontre e que encontre a solução. Mas seria perfeito,que nessa sua busca,Eu,fosse uma obvia e extremamente comemorada descoberta nessa angustiante busca que acompanho a tanto tempo.
Como disse antes, não queria te dizer isso por medo de perder você. Mas medo maior tenho eu,de somente me tornar, o porto seguro,onde você só vem para curar suas feridas e se abrigar das tempestades.


(Obs:Quando falo que nunca passei um dia dos namorados com alguem que amava,é simplesmente isso.Tive alguns relacionamentos,mas sempre acabaram antes dessa data.Ainda não sei porquê...)

3 comentários:

biazinha disse...

Sabe Gio, todo dia me pergunto o porquê ser tão corriqueiro as pessoas gostarem de quem não gosta delas. Parece que a vida é feita de encontros e desencontros tão comuns
entre os seres humanos em que há. uma decorrente do constante conflito entre o querer e o alcançar das pessoas.
Isso me lembra um poema de Drummond:

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para o Estados Unidos, Teresa para o

convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto

Fernandes
que não tinha entrado na história.
Parece-me pontual essa situação: gostamos de alguém que gosta de outra pessoa.
Cheguei à conclusão que a verdadeira amizade é maior que isso. Amigos se eternizam dentro do nosso coração, enquanto amores ou paixões são fugazes.
É inevitável que o mundo se transforme, que as pessoas mudem, que várias coisas aconteçam (muitas vezes não exatamente do jeito como foi planejado) para que o curso da vida siga.


Beijos, querido!

Daniela Filipini disse...

Oooii, admito não ter lido todo o seu post, mas o que li eu gostei! xD
que bom que você gostou da minha ideia, maioria das pessoas gostaram, só que eu não sei ainda como vai ser... por que precisa organizar tudo! (: hehe
beiiijo ;*

Jú Maria disse...

Mais uma vez me identifique com o que você esvreve...
Na verdade, me deu um nó na garganta que voce nem imagina, (postei algo parecido - mas certamente não tão belo, que não chega nem aos pés de como você desenha as palavras e as pinta com a alma - no dia dos namorados tbm :D)
Sabe, talvez você já seja somente o porto seguro falo isso por experiência própria, talvez você já esteja somente vivendo daquilo qeu imagina que poderia acontecer, e vendo por esse prima, o "não" você já tem, ou seja, nada a perder né ;)!
B
Brigaada pelo comentatio lá no DESevolução!