sexta-feira, 2 de maio de 2008

Eu tambem vou reclamar...


Vivo uma vida cheia de incertezas, como gostaria de ser como desejam que eu fosse, mas infelizmente não sou... Sou muito diferente, muito inconstante e mutante.
Às vezes por querer ser bom demais, faço coisas que me magoam muito, e quando vejo magoei também quem queria agradar. Por que é tão difícil entender as pessoas???
Não ponho muita fé no amor. Se realmente colocasse fé nisso queria amar quem realmente me ama, e desprezar quem me despreza, mas, não consigo desprezar ninguém. Já quanto ao amor, eu duvido que ele realmente exista; é só uma palavra sem sentido, e que faz com que muitos fiquem loucos buscando realiza-lô como ideal. E na verdade quem disse que a gente precisa disso?
Não quero ser feliz,todo mundo quer isso!!!Eu sou diferente, eu quero paz para viver a minha vida sem que ninguém interrogue sobre o meu modo depressivo de viver. Se eu aceito a alegria dos outros, espero que respeitem o meu jeito também. Veja bem, eu não estou pedindo ajuda para superar nada.Estou bem assim...
Se não respeitam o meu jeito de ser e não me aceitam assim,o que vocês estão querendo ficando perto de mim. Mudar-me não é opção, por isso se for essa a intenção afaste-se. Eu estou muito bem,obrigado!!!
Queria encontrar compreensão em alguém, mas vejo que isso também não é possível.
Poxa!!! Será que é pedir demais que me aceitem.Só quero amigos e não terapeutas...
Porque todos que conheço se sentem como modelo ideal de como se deve ser.Será que só eu sou humano nesse mundo???Por que todos se vêem como perfeitos e eu não posso me sentir assim também?

Quero viver em paz, colabore, ficando quieto no seu lugar...

5 comentários:

biazinha disse...

Seu texto é extremamente honesto, e penso que as pessoas fingem o tempo inteiro seguindo algum modelo imposto. Ninguém tem que tomar determinadas atitudes pensando em agradar a alguém. Tome sua atitude, agradar será a consequência. Toda relação é uma via de mão dupla. Mas faça por você, e não por ninguém, poruqe cada pessoa vem com um pacotinho de surpresas, e no fundo, estamos todos mudando o tempo todo.
Mas uma vez eu me debato nessa questão do amor. Acredito no amor como construção e convivência, e não como a metade do limão, tampa de panela...isso é muleta. Paixões são efêmeras. Se vc ama um amigo, um cão, pai ou mãe vai amá-los sempre. Amor não acaba, amor se transforma.
Felicidade é mais uma palavra mesmo, ninguém atinge a felicidade plena. Acho até que o mundo seria um saco se todos transpirassem felicidade...que merda!
Conflito é bom também pq nos leva a reflexão.
sim, todos nós temos que respeitar o jeito do outro...ninguém é igual a ngm, e penso que se fosse, nem haveria relação. Não há regra ou condição pra se existir, e conceitos de vida são muito relativos.
Manda todo mundo que quer te fazer de argila a ser modade pra puta que pariu, manda sifudê mesmooo!
quem gostar gostou, quem não gostar, dane-se!
Liga o foda-se e vc vai se sentir bem melhor.

Bjuxxx.

biazinha disse...

*argila a ser moldada...

Sonia Regly disse...

Vim agradecer a amável visita e convidá-lo para retornar sempre que puder.Sua visita muito me honrou. Obrigada pelo lindo comentário!!! As portas estão sempre abertas.Obrigada.

Liz / Falando de tudo! disse...

Banalizando o amor, ou apenas desabafando?
Gostei de como escreves, vou voltar aqui mais vezes!
Liz

Daniela Filipini disse...

Liiiido seu blog...
eu sei exatamente como você se sente, tô vivendo um momento em que TODOS querem ser meus psicologos!! =(
é, eu tava sem criatividade quando fiz aquele post apaixonante sim, hehee, por que quando to com criatividade não escrevo nada apaixonante, eu gosto de assuntos diferentes! =D
beiijo ;*